Av. Des. Dermeval Lyrio, 501 - Mata da Praia - Vitória/ES 27 3325 7566 | 99849 6459 (Whatsapp) igreja@ibmatadapraia.org.br     

Texto das
Mensagens

UM PLANO DE VÔO PARA A FAMÍLIA

Colossenses 3.18-21    Pr. Marcelo Aguiar    20/02/2017

INTRODUÇÃO

Será que as famílias precisam de planos, ou elas podem simplesmente seguir sua intuição? Os acidentes aéreos nos revelam a existência de dois recursos da aviação: o plano de vôo (que precisa ser feito antes da decolagem e seguido até a aterrisagem) e a caixa preta (que é examinada quando os acidentes acontecem). Muitas famílias estão examinando a caixa preta e se perguntando o que deu errado porque não quiseram fazer (ou seguir) um plano de vôo.

Na Bíblia Sagrada encontramos um plano de vôo para todas as famílias que desejam alcançar a segurança e a felicidade. Ele está em Colossenses 3.18-21. Vamos examiná-lo?

 

1) ESPOSAS APOIANDO SEMPRE (v. 18)

A Bíblia recomenda às esposas submissão. Não é uma questão de discriminação, e sim de visão. No comando de uma aeronave encontramos o piloto e o co-piloto. O primeiro deve ter foco, olhar para frente e tomar decisões. O segundo deve examinar o painel de controle, ficar atento a todas as informações e passá-las ao piloto. É dessa maneira que marido e mulher se complementam em um lar. O homem, com sua visão mais concentrada, exerce a liderança. E a mulher, com a sua atenção mais abrangente, atua como ajudadora.

Os corredores de rally dizem que, em uma corrida, trinta por cento do sucesso dependem do piloto, e setenta por cento, do navegador. É ele quem examina o mapa e passa orientações ao que está no volante. De igual modo, o papel da mulher não é de forma alguma inferior. A Bíblia diz que a mulher sábia edifica a sua casa.

É essencial termos em mente que a Palavra de Deus não orienta os maridos a submeterem suas esposas (como acontece em algumas religiões), mas as esposas a se submeterem a seus maridos. A iniciativa deve ser da mulher, e precisa ser espontânea. O casal não deve ficar brigando pela posse do volante. E o marido será sábio se considerar as ponderações feitas pela sua mulher.

 

2) ESPOSOS AMANDO EM TODO TEMPO (v. 19)

A Bíblia recomenda aos esposos o amor. A palavra utilizada nesse versículo é “ágape”, a mesma expressão usada para se referir ao amor divino. Portanto, o marido precisa amar a mulher como Cristo amou a igreja. Precisa estar, inclusive, disposto a morrer por ela.

Conta-se que a esposa de um general do rei Ciro, da Pérsia, foi levada a julgamento, e condenada à morte. Quando o esposo soube do que estava acontecendo, entrou na sala do trono e pediu para ser executado em seu lugar. Ciro ficou tão tocado pela cena que absolveu a mulher das acusações. Enquanto voltavam para casa, o general disse à esposa: “Você viu como o rei estava emocionado na hora em que nos liberou?”. Mas a mulher respondeu: “Eu não tinha olhos para o rei. Vi apenas o homem que estava disposto a morrer por mim”.

Uma bela definição de amor é: “Respeitar, estimar e considerar, tudo isso aquecido pela mais forte afeição”. Os esposos devem estar dispostos a gestos extremos por suas companheiras, mas não apenas isso. Como diz a letra de um hino do Cantor Cristão: “Não apenas para fazer um feito singular é mister agir com muito ardor; mas as coisas mais humildes por executar, deve fazê-las com fervor”. Os esposos precisam mostrar que amam… não apenas nos grandes sacrifícios, mas também nos pequenos cuidados!

 

3) FILHOS OBEDECENDO EM TUDO (v. 20)

No plano de vôo para as famílias, também há lugar para os filhos. Se o marido pode ser comparado ao piloto, e a mulher ao co-piloto, os filhos podem ser comparados às aeromoças e comissários de bordo. Eles completam a tripulação. E precisam seguir a orientação que vem da cabine de comando – algo que nem sempre é fácil.

As ordens dos pais nunca parecem certas para os filhos. Quando somos crianças, ouvimos frases como “não coloque o dedo na tomada”, “não vá para o fundo”, “tome banho”, e nada disso parece nos fazer sentido! E as coisas não melhoram quando nos tornamos jovens, porque então o que escutamos é: “Chegue em casa antes das onze”, “cuidado com as companhias”, “esse ambiente não é para você”. Talvez só venhamos a entender os nossos pais quando nós mesmos nos tornarmos pais! Porém, isso não é um problema. Não é preciso entender. Só é preciso obedecer. Se fizermos isso, dará tudo certo.

A Bíblia diz que os filhos devem obedecer “em tudo” a seus pais. Filhos desobedientes sofrem e fazem sofrer! Na mitologia grega, Dédalo e Ícaro eram pai e filho. Eles saíram voando do labirinto de Creta. Dédalo tinha um plano de vôo: não deveriam voar muito alto, ou o calor do sol derreteria a cera que unia as penas das asas que utilizavam. Mas Ícaro não seguiu a orientação. O jovem voou alto demais, e acabou caindo no oceano. A história nos faz lembrar a importância da obediência.

 

4) PAIS NÃO IRRITANDO JAMAIS (v. 21)

O texto sagrado chega ao fim lembrando aos pais que não devem irritar os seus filhos. Se fizerem isso, eles ficarão desanimados. Pais devem dar aos seus filhos carinho e limite: essas duas coisas são como as asas de um avião, sem as quais ele não pode voar.

Algumas das coisas que irritam um filho são: favoritismo (quando os pais tratam um filho diferente do outro), incoerência (quando os pais não fazem aquilo que eles mesmos recomendam), crítica (a qual desanima o filho por fazê-lo pensar que jamais será capaz de agradar), desatenção (que é entendida pelo filho como falta de amor), não ouvir (o que faz com que o filho procure outros conselheiros) e não confiar (o que deixa de preparar o filho para a emancipação).

Se o pai e a mãe evitarem esses erros, eliminarão boa parte da turbulência que tem marcado a jornada de muitas famílias!

 

CONCLUSÃO

Deus tem um plano de vôo para as famílias. Porém, a sociedade, na sua rebeldia e arrogância, acha que não precisa dele. E é por isso que tanta gente está examinando a caixa preta, se perguntando o que deu errado, depois que o acidente aconteceu, que o casamento acabou, que o filho se perdeu…

Quando o plano de vôo não é seguido, o resultado pode ser visto nos lares e na sociedade. Então, o que devemos fazer? Quando um avião está no ar, os tripulantes estão constantemente vigiando para saber se não se desviaram da rota. Quando percebem que isso aconteceu, tratam imediatamente de fazer a correção necessária e voltar aos procedimentos estabelecidos. E quanto a nós? Será que não está na hora de reajustarmos a nossa rota?

 

Pastor Marcelo Aguiar

COMO VENCER A ANSIEDADE

A VERDADE SOBRE O DÍZIMO

1 Comentário

  • assistir ao vivo, e gostei.
    parabéns, Deus abençoe seu ministério.

Deixe seu comentário

IBMP

IBMP