Av. Des. Dermeval Lyrio, 501 - Mata da Praia - Vitória/ES 27 3325 7566 | 99706-2131 (WhatsApp) igreja@ibmatadapraia.org.br     

Texto das
Mensagens

CENAS DO CALVÁRIO

Lucas 23.33-49    Pr. Marcelo Aguiar   

INTRODUÇÃO

Lucas utiliza a palavra “espetáculo” para se referir aos acontecimentos do Calvário. Dependendo de para onde você olhasse, veria cenas diferentes. Todas elas fortes, dramáticas e reveladoras.

Vamos olhar com atenção, e contemplar algumas das cenas mais impressionantes de toda a história!

 

1) PRIMEIRA CENA: UM CONDENADO PERDOANDO SEUS ALGOZES

As autoridades zombavam, os soldados escarneciam, e até o letreiro colocado sobre a cabeça de Cristo era um insulto (vs.33-38).

Ainda assim, Jesus orava pelos seus agressores. O Filho de Deus não encontrou misericórdia em parte alguma, a não ser no seu próprio coração.

“Quem entregou Jesus para morrer? Não foi Judas, por dinheiro; não foi Pilatos, por temor; não foram os judeus, por inveja – mas o Pai, por amor” (Octavius Winslow).

Misericórdia é Deus não dar a você o que você merece…

 

2) SEGUNDA CENA: UM MALFEITOR RECEBENDO A VIDA ETERNA

Naquelas três cruzes havia um homem morrendo pelo pecado, um homem morrendo no pecado e um homem morrendo para o pecado (vs.39-43).

Algumas pessoas dizem que a salvação é um prêmio por bom comportamento. Outras afirmam que ela depende de sucessivas reencarnações. Se essas coisas forem verdade, o que Cristo disse ao malfeitor arrependido não faz sentido.

Mas se o que a Bíblia diz é verdade – que “pela graça sois salvos, por meio da fé; e isso não vem de vós, é dom de Deus; não vem das obras, para que ninguém se glorie” (Ef. 2:8,9) – então, as palavras de Jesus fazem todo sentido!

Graça é Deus dar a você o que você não merece…

 

3) TERCEIRA CENA: UM EXPECTADOR TESTEMUNHANDO A REDENÇÃO

O véu do templo tinha 10 centímetros de espessura, e era tecido com 72 dobras torcidas, cada dobra com 22 fios. Ele tinha 18 metros de altura e 9 metros de comprimento. Sua função era simbolizar a separação entre o Deus santo e a humanidade pecadora. Foi esse véu que se rasgou de cima abaixo quando Jesus morreu (vs.44-49). Pelo sangue de Jesus, temos livre acesso ao Pai.

O centurião responsável pela crucificação era um soldado experiente. Mesmo assim, foi ele quem teve a sensibilidade de perceber que Jesus era justo. Ele viu e creu. Muitos outros viram, e alguns até lamentaram. Mas nem por isso creram…

A distância entre o céu e o inferno é de 20 centímetros: é a distância entre o cérebro e o coração. Não basta saber: é preciso crer!

 

CONCLUSÃO

De que modo olharemos para as cenas do Calvário? É preciso que olhemos com gratidão e quebrantamento. Mas, acima de tudo, é preciso que olhemos com fé!

Jesus olha para nós com amor. De que modo olharemos para ele?

 

Pastor Marcelo Aguiar

Celebrando a Esperança Cristã

COISAS QUE SÓ DEUS PODE FAZER

Sem comentários

Deixe seu comentário

IBMP

IBMP