Av. Des. Dermeval Lyrio, 501 - Mata da Praia - Vitória/ES 27 3325 7566 | 99706-2131 (WhatsApp) igreja@ibmatadapraia.org.br     

Texto das
Mensagens

PRIMEIROS ALTARES

Gênesis (Vários Textos)    Pr. Marcelo Aguiar   

 

INTRODUÇÃO

A palavra “altar” significa “lugar de sacrifício”. Para o crente, mais do que um lugar o altar significa uma atitude. Nosso coração deve ser um altar. Nossa vida deve ser oferecida a Deus como sacrifício vivo, santo e agradável a Deus (Rm 12.2).

Aprendemos com os patriarcas sobre: a) quais são os tipos de altar; b) como deve ser o nosso altar.

 

1) O ALTAR DE ABEL: UM ALTAR DE ADORAÇÃO

Gn 4.4. Vivendo tão perto dos dias da criação, Abel entendeu que o Criador devia ser adorado. Espontaneamente, trouxe a ele a sua oferta: o melhor do seu rebanho.

O Novo Testamento (Hb 11.4) elogia a atitude de Abel, dizendo que por ter agido assim: a) ele deu testemunho de que era justo; b) ele nos fala ainda hoje por seu exemplo.

 

2) O ALTAR DE NOÉ: UM ALTAR DE GRATIDÃO

Gn 8.20. Noé construiu duas coisas: uma arca e um altar. A primeira coisa que ele e sua família fizeram depois do dilúvio foi erguer um altar e oferecer sacrifícios.

O que motivou aquelas pessoas a agirem daquele modo? A gratidão! Estavam felizes por terem sido salvas! E nós, que estamos felizes por termos sido salvos por Cristo, não deveríamos expressar a nossa gratidão através das nossas ofertas?

 

3) O ALTAR DE ABRAÃO: UM ALTAR DE FÉ

Gn 12.7,8; 13.4,18; 14.20; 15.9; 21.33; 22.9. Abraão foi o grande edificador de altares da Bíblia. Sempre que chegava a um novo lugar ou vivia uma nova experiência, erguia altares e oferecia sacrifícios a Deus. Adorava antes mesmo de receber, pela fé.

Abraão se destacou quando entregou os dízimos a Melquisedeque e quase sacrificou seu filho Isaque. Ele nunca negou nada a Deus! Entregou sempre o seu melhor!

 

4) O ALTAR DE ISAQUE: UM ALTAR DE SUPERAÇÃO

Gn 26.25. Isaque esteve sobre um altar, mas nem por isso desenvolveu trauma de altares! Ele ergueu o seu próprio altar, seguindo o exemplo do pai. Fez isso quando estava sendo perseguido pelos filisteus. Deus lhe concedeu a vitória.

Não é fácil adorar e ofertar quando estamos passando por dificuldades. Mas com Isaque aprendemos essa lição de superação.

 

5) O ALTAR DE JACÓ: UM ALTAR DE COMPROMISSO

Gn 28.18-22. Jacó fez um voto. Comprometeu-se a servir a Deus e a devolver fielmente os dízimos. Como resultado, foi grandemente abençoado, e também abençoou. Deus quer se comprometer conosco… e se alegra quando nos comprometemos com ele!

Este é um belo pensamento de Paul Lindholm: “Junto à mesa de ofertas de uma igreja, os membros de uma família lembram que vêm de Deus – a vida de cada um, a saúde, a energia para o trabalho, a inteligência com que podem fazer planos, o terreno, as plantações que nele crescem, o lar, os amigos, seu Salvador, sua igreja – tudo, tudo! Sentem-se felizes ao expressar a Deus reconhecimento, por ele ser o verdadeiro dono e senhor de tudo. Com reverência e alegria, vêm oferecer os dízimos e as ofertas de gratidão e amor, ali, na casa de Deus.”

 

CONCLUSÃO

Adoração, gratidão, fé, superação, compromisso… quantas coisas expressamos quando cultuamos ao Senhor com nossos bens!

Como está o seu altar? Há sacrifício? Há entrega? Lembre-se: o que Deus deseja em adoração é a sua própria vida!

 

Pastor Marcelo Aguiar

PRIMEIRAS FESTAS

QUATRO TIPOS DE ESTUDANTE

Sem comentários

Deixe seu comentário

IBMP

IBMP