Av. Des. Dermeval Lyrio, 501 - Mata da Praia - Vitória/ES 27 3325 7566 | 99706-2131 (WhatsApp) igreja@ibmatadapraia.org.br     

Texto das
Mensagens

CARTAS ÀS IGREJAS DE PÉRGAMO E TIATIRA | Série “Apocalipse Versículo por Versículo” – Ep. 07

Apocalipse 2.12-29    Pr. Marcelo Aguiar    14/04/2021

JESUS CONTINUA SE DIRIGINDO ÀS SUAS IGREJAS!

As cartas seguem uma estrutura: 1) Destinatário; 2) Remetente; 3) Elogio; 4) Reprimenda; 5) Exortação; 6) Promessa.

Já examinamos as cartas enviadas às igrejas de Éfeso e Esmirna. Agora, vamos tratar das cartas endereçadas às igrejas de Pérgamo e Tiatira.

 

3) PÉRGAMO

               2:12 – Jesus se apresenta como “aquele que tem a espada aguda de dois gumes”. A Palavra de Deus poderia trazer livramento ou condenação aos crentes de Pérgamo. Dependeria da atitude deles.

COMO ERA A CIDADE DE PÉRGAMO?

Pérgamo tinha uma grande biblioteca, a segunda maior do mundo (só perdia para a de Alexandria; de Pérgamo deriva a palavra “pergaminho”).  Sediava a “concília”, órgão responsável por promover o culto ao imperador. Por isso Jesus disse que lá estava o “trono de Satanás”. Onde está o trono de Satanás hoje? Na ONU? Em Brasília? Nas faculdades? Na televisão? Na internet?

COMO ERA A IGREJA DE PÉRGAMO?

Apesar de terem enfrentado corajosamente a perseguição, os crentes de Pérgamo haviam falhado em combater as heresias de Balaão e dos nicolaítas.

               2:13 – Os cristãos de Pérgamo não haviam negado a fé, mesmo diante do martírio de Antipas, que talvez fosse o pastor da igreja. Mas, quando o diabo não consegue de um jeito, tenta de outro…

               2:14,15 – Balaão não conseguiu amaldiçoar os israelitas, e por isso arquitetou um plano para vencê-los através do pecado (Nm 22, 24, 25.1, 31.16). Alguns membros da igreja de Pérgamo estavam fazendo o mesmo. E os nicolaítas, que não haviam encontrado espaço em Éfeso, tinham seguidores em Pérgamo.

O QUE JESUS DISSE À IGREJA DE PÉRGAMO?

A espada da palavra de Deus poderia defender ou condenar aqueles crentes. Aos vencedores foram prometidos o maná escondido, uma pedra branca e um novo nome.

               2:16 – No livro de Apocalipse, a palavra é sempre a arma usada por Cristo. Sua palavra poderia livrar ou condenar os crentes de Pérgamo. Ainda havia tempo para arrependimento.

               2:17 – Jesus prometeu: 1) o maná escondido (provisão que o mundo não compreende); 2) uma pedra branca (em Pérgamo eram dadas pedras brancas: a) quando um réu era absolvido pelo juiz; b) quando um escravo era libertado por seu senhor; c) quando um gladiador vencia uma luta; d) quando um soldado regressava da guerra – absolvição, liberdade, distinção e honra); 3) um novo nome (relação de intimidade).

 

4) TIATIRA

               2.18 – Jesus se apresenta como aquele que tem os olhos como chama de fogo (examina a igreja) e tem os pés semelhantes a latão reluzente (esmaga os seus inimigos).

COMO ERA A CIDADE DE TIATIRA?

A pequena cidade de Tiatira era um importante centro de produção e distribuição de púrpura (Lídia havia nascido lá). Quem quisesse participar do negócio precisaria integrar-se às associações de comércio (e participar de seus banquetes e sacrifícios).

COMO ERA A IGREJA DE TIATIRA?

Os crentes passaram na prova das obras, do amor, da fé, do serviço e da perseverança. Mas falharam ao tolerar o que não podia ser tolerado: Jezabel e seus ensinos.

               2.19 – Os crentes de Tiatira haviam acertado onde outros tinham falhado, e estavam progredindo espiritualmente.

               2.20, 21 – Jezabel (provavelmente um nome simbólico) incentivava os crentes a pecarem, e a igreja a tolerava.

O QUE JESUS DISSE À IGREJA DE TIATIRA?

Os infiéis seriam castigados, e os fiéis deveriam permanecer firmes. Jesus prometeu que os vencedores receberiam autoridade sobre as nações, e, também, a estrela da manhã.

               2:22,23 –  Jesus disse que Jezabel e os seus seguidores seriam castigados.

               2.24-29 – Nem todos em Tiatira haviam aderido aos ensinos de Jezabel. Eles deveriam permanecer fiéis. Os salvos hão de julgar o mundo e os anjos (1 Co 6.2,3). A estrela da manhã é o próprio Cristo (Ap 22.16). A estrela da manhã simbolizava direção (por ela os viajantes podiam se orientar) e esperança (seu aparecimento indicava que logo o dia iria nascer).

PARA SABER MAIS:

“Revista Compromisso – Apocalipse, Revelação de Jesus Cristo” – Ozeas Silva (Editora Convicção).

 

O QUE APRENDEMOS NO ESTUDO DE HOJE?

O maior perigo não é sermos perseguidos pelos homens, mas sermos infiéis ao Senhor!

CARTAS ÀS IGREJAS DE ÉFESO E ESMIRNA | Série “Apocalipse Versículo por Versículo” – Ep. 06

CARTAS ÀS IGREJAS DE SARDES, FILADÉLFIA E LAODICEIA | Série “Apocalipse Versículo por Versículo” – Ep. 08

Sem comentários

Deixe seu comentário

IBMP

IBMP