Av. Des. Dermeval Lyrio, 501 - Mata da Praia - Vitória/ES 27 3325 7566 | 99706-2131 (WhatsApp) igreja@ibmatadapraia.org.br     

Texto das
Mensagens

DEUS FUROU AS MINHAS ORELHAS

Salmo 40. 6    Pr. Marcelo Aguiar    17/07/2016

“Sacrifício e oferta não quiseste; as minhas orelhas furaste; holocausto e expiação pelo pecado não reclamaste” (Salmo 40.6, RC).

 

INTRODUÇÃO

É interessante a tradução utilizada pela Edição Revista e Corrigida da Sociedade Bíblica Brasileira para o salmo 40.6. Outras versões trazem a frase “os meus ouvidos abriste”, mas esta opta por uma tradução mais literal: “As minhas orelhas furaste”. Como podemos entender isso?

Provavelmente, trata-se de uma referência ao texto de Êxodo 21.1-6, conhecido como “a lei do servo da orelha furada”. Essa lei estabelecia que, caso um escravo amasse o seu senhor e não quisesse deixar liberto a sua casa, afirmaria isso perante os juízes, teria a sua orelha furada e permaneceria como um membro da família para sempre.

É uma alusão ao Evangelho: Deus fura as nossas orelhas, faz com que sejamos seus servos movidos não pela obrigação ou medo, mas pelo amor e gratidão.

Há uma história sobre um homem que nasceu escravo e se tornou muito revoltado. Vivia brigando e fugindo. Quanto mais o castigavam, mas amargo ele se tornava. Um dia, certo cavalheiro comprou-o no mercado e levou-o para a sua casa. Lavou os seus pés, tratou suas feridas, e depois lhe apresentou uma carta de alforria, dizendo: “Comprei você para libertá-lo. Se quiser, poderá permanecer comigo, mas não como escravo, e sim como amigo”. Aquele escravo, caindo aos seus pés, disse-lhe chorando: “Não me peça para deixá-lo. Nunca fui amado dessa forma. Quero continuar com o senhor para sempre”.

Foi isso o que Deus fez: ele furou as nossas orelhas.

 

1) COMO DEUS FUROU AS MINHAS ORELHAS?

“As minhas orelhas furaste”, escreveu o salmista. Como Deus fez isso? Enviando Jesus para morrer em meu lugar. “Sacrifício e oferta não quiseste”. “Holocausto e expiação pelo pecado não reclamaste”. Não precisei pagar nada pela minha salvação. Jesus pagou tudo em meu lugar.

A Bíblia diz em Provérbios 17.9 (versão Revista e Atualizada da Sociedade Bíblica Brasileira): “O que encobre a transgressão adquire amor, mas o que traz o assunto à baila separa os maiores amigos”. Nossas transgressões foram cobertas pelo sangue de Cristo. E assim o Senhor adquiriu o nosso amor.

Para que as minhas orelhas fossem furadas, as mãos de Jesus também foram… e os seus pés, e o seu lado, e a sua testa! Que alto preço Deus pagou pela minha amizade!

 

2) PARA QUE DEUS FUROU AS MINHAS ORELHAS?

Cristo me salvou para que eu viva em comunhão com ele.  O apóstolo Paulo destacou esse fato de forma magistral: “E ele morreu por todos para que aqueles que vivem já não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou” (2 Coríntios 5.15). Jesus morreu por mim a fim de que eu não viva mais para mim mesmo. Se fui resgatado com o seu sangue, preciso viver para ele.

Há uma grande diferença entre viver com Cristo e viver para Cristo. Ele precisa ocupar o trono da minha vida, o lugar mais alto do pódio, ter o volante da minha existência em suas mãos. Eu preciso entregar a minha vida a Cristo para que ele possa salvá-la.

Dizem que Sócrates, o famoso pensador grego, foi homenageado em uma festa na qual recebeu muitos presentes. Ésquilo, o dramaturgo, estava entre os convidados. Ele disse ao filósofo: “Como tantos te deram tanto, só me resta dar-te a mim mesmo”. Sócrates respondeu: “Se te deres a mim, prometo devolver-te a ti mesmo em melhores condições do que te recebi”.

Não é assim que Jesus faz?

Então, pense e reflita: você está vivendo com Jesus ou para Jesus?

 

3) DEUS JÁ FUROU AS SUAS ORELHAS?

Você precisa escolher ser amigo de Jesus e entregar-lhe sua vida. No antigo costume israelita, quem furava a orelha do servo era o senhor. Mas quem dava permissão para o senhor fazer isso era o servo. É assim, também, que somos salvos. Deus, de forma respeitosa, aguarda a nossa permissão. Cristo diz: “Eis que estou à porta e bato: se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele comigo” (Apocalipse 3.20).

Jesus merece que você lhe abra a porta do seu coração? Claro que sim! Ninguém jamais amou ou amará tanto você. Ninguém merecerá mais do que ele a sua amizade. Como ele mesmo falou, “ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos” (João 15:13). E foi exatamente o que ele fez por nós.

Vá até agora a Cristo. Entregue-lhe a sua vida. Abra-lhe as portas do seu coração. Peça-lhe que seja o seu Salvador, o seu Senhor e o seu Amigo. Deixe que ele fure as suas orelhas!

 

CONCLUSÃO

Jesus Cristo é, sem sombra de dúvida, um amigo incomparável. Quem pode fazer as coisas que ele faz?

Os amigos nos livram das enrascadas, mas Jesus nos livra da morte.

Os amigos nos levam para a festa, mas Jesus traz a festa até nós.

Os amigos nos dão uma força, mas Jesus nos concede poder.

Os amigos nos aceitam do jeito que somos, mas Jesus nos aceita como somos e depois nos transforma em novas criaturas.

Os amigos nos dizem: “Até outro dia!”. Mas Jesus nos diz: “Eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos”.

Há muitos que perdem a oportunidade de ter Jesus como seu Senhor e Salvador. Não deixe isso acontecer com você!

 

Pastor Marcelo Aguiar

QUANDO PESSOAS BOAS FAZEM COISAS MÁS

OS DOIS BANQUETES

Sem comentários

Deixe seu comentário

IBMP

IBMP